Música de Carnaval


07/09/2013


Carnaval de 1976

Silvio Santos, (Senor Abravanel), cantor, compositor, radialista, apresentador de programas na TV, empresario, grava três marchas, na Rca Victor, para o Carnaval de 1976:

 

"Gigi

 Eu chego lá

 Me dá uma colher de chá!

            II

       Deslumbrada boneca

        E sou teu fã

         Eu te quero hoje

          Não tem nada de amanhã..."

 

"Gigi", marcha de Manoel Ferreira, Ruth Amaral e João Roberto Kelly, com Silvio Santos, Rca Victor: 121.0001-D-2, Faixa 10, para o Carnaval de 1976.

 

"Oh! vem cá meu bem

 Como é bom cantar.

 Lá, lá, lá, lá, lá

 Lá, lá, lá, lá, lá

 

      Oh! vem cá meu bem

       Como é bom sorrir

        Oh! oh! oh! oh!

         Vem cá meu bem

          Como é bom amar

           Como é bom començar a cantar...

 

        Començar a sorrir

       Començar a amar

      Vem cá meu bem

     Brincar comigo...

    Amando, sorrindo e cantando!"

 

"Oh! vem cá meu bem", marcha de Vicente Longo e Jota Junior, com Silvio Santos, Rca Victor: 121.0001-B-2, Faixa 10, para o Carnaval de 1976.

 

"É Severina

 É Gabriela

 Todo mundo

 Tá de olho nela...

          II

      Hoje

       Vou me acabar

        Não adianta dar xilique

         Depois

          Eu vou dançar

           Com Severina Chic Chic!"

 

"Severina e Gabriela", marcha de Albert Gomes e Tião da Vila Prudente, com Silvio Santos, Rca Victor: 121.0001-A-1, Faixa 1, para o Carnaval de 1976.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 17h40
[ ] [ envie esta mensagem ]

06/09/2013


Carnaval de 1969

Silvio Santos, (Senor Abravanel), cantor, compositor, radialista, apresentador de programas na TV, empresario, grava duas marchas na Rca Victor, para o Carnaval de 1969:

 

"Já faz muito tempo

 Que ela namora

 Mas não casou até agora...

             II

     Namora com Antonio

      Dá bola pro João

       Mas casamento, não!

                              Oi..."

 

"Marcha da solteirona", marcha de Júlio Carlos, Domingos Paulo e Nascim Filho, com Silvio Santos, Rca Victor: 5205-A, Faixa 1, Carnaval de 1969.

 

"Doutor

 Eu não me engano

 O coração

 É corinthiano...

          II

    Eu não sabia

     Mais o que fazer

      Troquei o coração

       Cansado de sofrer

        Ai, doutor eu não me engano

         Botaram outro coração corinthiano!"

 

"Transplante de corinthiano", marcha de Manoel Ferreira e Gentil Junior, com Silvio Santos, Rca Victor: 5204-A, Faixa 1, Carnaval de 1969.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 19h32
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1955

Carlos Henrique, (1929-2006), Henri Charles Gonçalves, cantor, ator, locutor, apresentador de programas na TV, grava marcha e samba, na CBS~Columbia, para o Carnaval de 1955:

 

"Um beijinho é bom

 Quando é dado

  Numa boca sem baton

   Não deixa mancha

    E a gente beija até cansar

     E a mulher em casa

      Não pode bronquiar...

                  II

            Garota boa está prá min

           Não gosta de baton

          E detesta o carmim

         Ai! que bom seria

        Se todas elas fossem assim..."

 

"Um beijinho é bom", marcha de Alfredo Ribeiro e Aldacir Louro, com Carlos Henrique, CBS~Columbia: 10.099-A, Carnaval de 1955.

 

"Has de me pagar

 Gota por gota

  As lágrimas que eu derramei

   Has de chorar

    Muito mais

     Do que eu chorei...

               II

          Podes viver enganando 

         Podes do mundo zombar

        Que neste mundo de enganos

       Podem também te enganar..."

 

"Gota por gota", samba de Ary Macêdo e Alfredo Ribeiro, com Carlos Henrique, CBS-Columbia: 10.099-B, Carnaval de 1955.

 

Esta é a primeira gravação carnavalesca de Carlos Henrique.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 16h16
[ ] [ envie esta mensagem ]

05/09/2013


Carnaval de 1972

Jackson do Pandeiro, (1919-1982), José Gomes Filho, cantor e compositor, grava duas marchas, na CBS~Columbia, para o Carnaval de 1972:

 

"Tá, tá, tá

  Tá me dando tremedeira

   Do jeito que tô indo

    Eu não chego quarta feira...

               II

          Mulher é mato

         Atrás de mim

        Eu sou da turma

       Do dim, dim, dim

      Dim, esquindim, dim, dim

     Dim esquindim, dim, dim, ai!"

 

"Marcha de tremedeira", marcha de Abelardo "Chacrinha" Barbosa, Barbosa da Silva e Cláudio Paraiba, com Jackson do Pandeiro, CBS~Columbia: 104.195-2, Faixa 6, Carnaval de 1972.

 

"Meu amor me bateu

  Meu amor me bateu

   Dueu

    Dueu

     Dueu...

         II

          Eu me lembro o tempo de criança

         Do tempo da mamãe e do papai

        Êles de chinelo na mão...

       E eu gritava:

      Ai, ai, ai!"

 

"Meu amor me bateu", marcha de Serafim Adriano, M. Menezes e Dalva Celeste, com Jackson do Pandeiro, CBS~Columbia: 104.195-1, Faixa 2, Carnaval de 1972.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 15h39
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1960

Jackson do Pandeiro, (1919-1982), José Gomes Filho, cantor, compositor, grava, batucada, duas marchas e samba, na CBS~Columbia, para o Carnaval de 1960:

 

"Ó pisada marvada...

 

     Você não sabe

    Mas é bom saber

   Que eu sou do samba

  De araraê...

         II

      Não adianta

       Seu cangerê

        Que eu também sou de lá

         De araraê...

                Vai, vê!"

 

"De araraê", batucada de Jackson do Pandeiro e José Batista, com Jackson do Pandeiro, CBS~Columbia: 40007-B, Faixa 1, Carnaval de 1960.

 

Eu fiquei naquela base

 Depois que ela me deixou

  Eu fiquei naquela base

   E ela também ficou...

                II

        Eu não quero

       Compromisso com ninguém

      Vivendo assim

     Eu vivo bem

    Eu agora estou na minha grande fase

   E prá me apanhar

  Tem que ser naquela base...

                  Ai..., Ai..."

 

"Naquela base" marcha de Paulo Gracindo, Almira Castilho e W. Freitas, com Jackson do Pandeiro, CBS~Columbia: 40007-A, Faixa 1, Carnaval de 1960.

 

"Você chora, chora

 De barriga cheia

  Tire o dinheiro

   Que está na meia...

    Ai, seu Gama

     Quem não chora

      Quem não chora

       Não mama!

              II

           Não paga

          Um café prá ninguém

         Quando viaja

        É só de trem

       Ai, seu Gama

      Quem não chora

     Quem não chora

    Não mama!"

 

"Quem não chora não mama", marcha de Romeu Gentil e Paquito, com Jackson do Pandeiro, CBS~Columbia: 40008-A, Faixa 1, Carnaval de 1960.

 

"Nem uma lágrima

 Derramei por você

 Nem uma lágrima

 Derramei por você.

          II

      Quando você foi embora

       Meu coração não parou

        Sei que você hoje chora

         Porque não tem mais meu amor!"

 

"Lágrimas", samba de José Garcia, Sebastião Nunes e Jackson do Pandeiro, CBS~Columbia: 40008-B, Faixa 1, Carnaval de 1960.-

 

cesargravier@bol.com.br

 


Escrito por Cesar Gravier às 14h14
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1955

Jackson do Pandeiro, (1919-1982), José Gomes Filho, cantor, compositor, grava frevo e samba, na Copacabana, para o Carnaval de 1955:

 

"Eu só queria que um dia

 O frevo chegasse a dominar

  Em todo Brasil

   O micróvio do frevo

    É de amargar

     Quando entra no salão

      É que o povo prefere para dançar

       E cai na dobradiça

        Não há quem faça parar!

                        II

            Eu queria que você um dia

           Fosse a Pernambuco prá ver

          Como é feito o passo

         Ao som de uma orquestra prá valer

        Empunhamos o chapeu de sol

       E botamos uma dona de lado

      E daí començamos a fazer o passo rasgado!"

 

"Micróbio do frevo", frevo de Genival Macêdo, com Jackson do Pandeiro, Copacabana: 5331-A, Carnaval de 1955.

 

"Quem disse que a escola não sai

 Não tem cabeça prá pensar

  A escola vai sair

   O povo na vila vai sambar

    Vou gargalhar...

     Quá, quá, quá, quá!

                 II

           Porém a vila vai ver

          A nossa apresentação

         Você errou sem querer coração

        A sua profecía vai fracassar

       E eu vou gargalhar...

      Quá, quá, quá!"

 

"Vou gargalhar", samba de Edgar Ferreira, com Jackson do Pandeiro, Copacabana: 5331-B, Carnaval de 1955.

 

O gravação foi feita nos estudios da Rádio Jornal do Commercio, no Recife, PE. Esta é a sua primeira gravação carnavalesca.-

 

cesargravier@bol.com.br

              

Escrito por Cesar Gravier às 13h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

04/09/2013


Carnaval de 1974

Blecaute, (1919-1983), Otavio Henrique de Oliveira, cantor e compositor, grava marcha e samba, em disco Vitale, para o Carnaval de 1974:

 

"Ipanema

 É o tema

 É chopinho na saída do cinema

 É sol é mar

 É muito mais

 Reduto dos intelectuais

 É sol é mar

 É muito mais

 É a banda que reune os maiorais.

                 II

       É patota de motoca

        Ipanema é isso aí

         Carrocinha de sorvete e de pipoca

          Mil garotas que não estão nem no gibi."

 

"Tema de Ipanema", marcha de Jota Junior e Andrea Soares, com Blecaute, Vitale: 013-A, Carnaval de 1974.

 

"Se Deus deixasse

 Eu mexer neste mundo

 Muita coisa teria que modificar

 Fazia todo mundo caboclinho

 Todo mundo bonitinho

 Para ninguém reclamar...

               II

       Acabava com o preconceito de cor

       Porque todo mundo era igual

       Ninguém gostava da mulher do outro

       Porque a dele também era legal!"

 

"Devia ser assim, (Caboclinho)", samba de Babaú, com Blecaute, Vitale: 013-B, Carnaval de 1974.-

 

cesargravier@bol.com.br

 

 


Escrito por Cesar Gravier às 17h36
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1952

A cantora Leny Eversong, (1920-1984), Hilda Campos Soares da Silva, grava marcha e samba, na Continental, para o Carnaval de 1952:

 

"Vai

 Pode ir em paz

  Você já fez

   Meu coração sofrer demais.

                II

         Chegou a hora de você penar

        Sofre o meu sofrer

       Quem erra muito...

      Muito sempre aprende

     E nunca é tarde para aprender!

 

"Pode ir em paz", marcha de Adoniran Barbosa, (Charutinho) e Hervé Cordovil, com Leny Eversong, Continental: 16.506-A, Carnaval de 1952.

 

"Volta

 Pelo amor de Deus

 Meu grande amor

 Para os braços meus

 E´demais a minha dor

 Não viverei sem os beijos teus!

                   II

        Eu já não posso mais viver sòzinha

       Sem o teu carinho

      Sem o teu amor

     Agora que a saudade me apertou no peito

    Não há mesmo outro geito

   Vou morrer de dor!"

 

"Volta por Deus", samba de Mário Vieira e Conde, com Leny Eversong, Continental: 16.506-B, Carnaval de 1952.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 14h44
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1975

Carlos Gonzaga, (José Gonzaga Ferreira), cantor, compositor, grava marcha na Rca Victor, para o Carnaval de 1975:

 

"Cada dia que passa

 Eu te quero mais...

 Eu te quero mais...

 Eu te quero mais...

           II

      Até quarta feira

       Eu vou brincar com Eva

        Depois de quarta feira

         Me leva, prá casa

          Me leva!"

 

"Me leva prá casa, me leva", marcha de Domingos Paulo, Neyde Fraga e Jotagé, com Carlos Gonzaga, Rca Victor: 107.0191-2, Faixa 1, Carnaval de 1975.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 10h43
[ ] [ envie esta mensagem ]

03/09/2013


Carnaval de 1954

Blecaute, (1919-1983), Otavio Henrique de Oliveira, cantor e compositor, grava marcha e samba, na Rca Victor, para o Carnaval de 1954:

 

"É ou não é

 Piada de salão!

 Se acham que não é

 Então não conto não...

             II

      Um sujeito que era gago

       Procurou um botequim

        Chegou perto do gerente

         Outro gago bem ruim

          E disse assim:

           Eu estou-tô-tô-tô-tô!

            Aonde é que está-tá-tá-tá!

             Mas o outro gaguejou

              Chiiiii!

               Trá-lá-lá-lá-lá-lá-lá!"

 

"Piada de salão", marcha de Klécius Caldas e Armando Cavalcanti, com Blecaute, Rca Victor: 80.1251-B, Carnaval de 1954.

 

"Ai, ai, meu Senhor!

 Ai, ai, meu Senhor!

 Desce aquí na terra

 E vem ver a vida do trabalhador.

                          Ai, ai...

             II

       Até o meu barraco destruiram

      Do meu amor uma lágrima rolou...

     A turma da Escola comovida

    Chorou, chorou, chorou!

                       Ai, ai..."

 

"Ai, meu Senhor!, samba de Manoel Pinto, Ayrão Reis e Jorge de Castro, com Blecaute, Rca Victor: 80.1251-A, Carnaval de 1954.-

 

cesargravier@bol.com.br


Escrito por Cesar Gravier às 18h31
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1952

Blecaute, (1919-1983), Otavio Henrique de Oliveira, cantor, compositor, grava duas marchas e dois sambas, na Continental, para o Carnaval de 1952:

 

"Borboleta de aza dourada

 Que vôa em pleno verão

  Venha queimar suas azas

   Na chama da minha paixão.

                  II

             Assim como a borboleta

            Que vôa de flor em flor

           Eu ando como um louco

          Procurando o meu amor!"

 

"Borboleta dourada" marcha de Conde e José Batista, com Blecaute, Continental: 16.499-A, Carnaval de 1952.

 

"Maria Candelária

 E´alta funcionaria

  Saltou de paraquedas

   Caiu na letra Ó

    Ó, ó, ó, ó...

     Comença ao meio dia

      Coitada da Maria!

       Trabalha,

        Trabalha,

         Trabalha de fazer dó

          Ó, ó, ó, ó...

                  II

              A uma vai ao dentista

             As duas vai ao café

            As três vai a modista

           As quatro assina o ponto

          E dá no pé

         Que grande vigarista

        Que ela é!"

 

"Maria Candelária", marcha de Klécius Caldas e Armando Cavalcanti, com Blecaute, Continental: 16.502-A, Carnaval de 1952.

 

"Não quero mais

 O seu amor

  Porque já sofrí demais

   Agora eu vou viver em paz

    Cansei de lhe dar cartaz.

                  II

         Meu perdão

        Eu não darei outra vez

       Você teve o que merece

      Quem ofende sempre esquece

     O que fez...

    Mas quem sofre não esquece!"

 

"Não dou cartaz", samba de Klécius Caldas e Armando Cavalcanti, com Blecaute, Continental: 16.502-B, Carnaval de 1952.

 

"Só vou prá casa

 Depois da meia noite

  Minha mulher não diz nada prá min...

   Que coisa bôa

    Que coisa bôa

     Toda mulher devia ser assim!

                    II

           Eu chego cansado do samba

          E ela vem correndo me beijar

         Depois me pergunta sorrindo

        A que hora eu vou me levantar!

       Que coisa bôa

      Que coisa bôa

     Toda mulher devia ser assim..."

 

"Que coisa bôa", samba de Pereira Mattos e Ayrton Amorim, com Blecaute, Continental: 16.499-B, Carnaval de 1952.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 16h37
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1958

O cantor Jaime Barbosa, grava marcha e samba, na etiqueta Popular, para o Carnaval de 1958:

 

"Coitada

 Ela não sabe de nada

  Chora

   Chora

    Chora

     Quando eu chego de madrugada.

                         Que mancada!

             II

           Ela desconhece

          Esta situação

         Eu pulo, pulo, pulo

        Prá ganhar o nosso pão!"

 

"Não sabe de nada" marcha de Manoel Rosa, Luchesi Sobrinho e Baiano, com Jaime Barbosa, Popular: 0010-A, Carnaval de 1958.

 

"Vem meu amor

 Eu morrerei de dor

  Tenho sofrido

   E não é pouco

    Vou acabar ficando louco...

                 II

          Não suporto mais

         A tua ausência

        Confesso que perdi a paciência

       Estou me acabando pouco a pouco

      Vou acabar ficando louco!"

 

"Vou acabar ficando louco", samba de Bené dos Santos, H. de Aguiar e Lourival Peres, com Jaime Barbosa, Popular: 0010-B, Carnaval de 1958.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 12h48
[ ] [ envie esta mensagem ]

02/09/2013


Carnaval de 1952

Jorge Veiga, (1910-1979), Jorge de Oliveira Veiga, cantor, compositor, grava marcha e três sambas, na Continental, para o Carnaval de 1952:

 

"Sem banana

 Macaco se arranja...

 Mas viver, sem amor

 Não é canja!

            II

        Não tenho de manhã

       Quem faça o meu café

      Não tenho quem me dê

     De noite um cafuné

    Não tenho quem me pregue 

   Ao menos um botão

  Pois falta alguém no barracão!

                 III

       Me paletó de casimira

        Já rasgou

         A calça do meu terno branco

          Já furou

           Meu par de meias tem

            Buracos prá chuchú

             Vou acabar ficando nú!"

 

"Sem banana macaco se arranja", marcha de João de Barro e Alberto Ribeiro, com Jorge Veiga, Continental: 16.495-A, Carnaval de 1952.

 

"Foi tanta dor

 Tanta, meu bem

  Só porque você

   Não sente o amor

    Que a gente tem...

              II

            Emilinha, meu bem

            Emilinha, eu quiz saber

            Qual o mal que eu fiz

            Você sem responder

            Só pra me ver

            Tão infeliz!"

 

"Emilinha", samba de Fernando Lobo e Manezinho Araújo, com Jorge Veiga, Continental: 16.495-B, Carnaval de 1952.

 

"Eu quiz fazer

 Você chorar

  Você sofrer

   Um dia o nosso amor morreu...

    Quem chorou fui eu!

                     II

          Não tive mais seu beijo

         Nem o carinho seu

        Eu quiz fazer você chorar

       Mas quem chorou fui eu!"

 

"Quem chorou fui eu", samba de Haroldo Lobo e Milton de Oliveira, com Jorge Veiga, Continental: 16.498-A, Carnaval de 1952.

 

"Voltei

 Arrependido do que fiz

  Pois sem você

   Meu grande amor...

    Ai, ai, meu Deus

     Eu não consigo ser feliz!

                     II

             Tenha dó de min

            Ó meu grande amor

           Eu não posso mais

          Com tamanha dor!"

 

"Voltei", samba de Arnö Canegal e Albertina da Rocha, com Jorge Veiga, Continental: 16.498-B, Carnaval de 1952.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 17h24
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1966

Blecaute, (1919-1983), Otavio Henrique de Oliveira, cantor, compositor, grava marcha e samba, na Philips, para o Carnaval de 1966:

 

"Ai,

 Dom Rafael

 Eu vi

 Ali na esquina

 O Albertinho Limonta

 Beijando a Isabel Cristina.

               II

        A mamãe Dolores falou:

       Albertinho, não me faça sofrer!

      Dom Rafael vai dar a bronca

     E vai ser contra

    O direito de nascer..."

 

"O direito de nascer", marcha-hully-gully, de Brasinha e Blecaute, com Blecaute, Philips: 632.778-2, Carnaval de 1966.

 

"Companheiro...

 Eu estou a perigo

 Companheiro...

 Vê se me arranja algúm dinheiro!

                    II

          Saí a fim de batalhar

          Lará rá rá rá rá

          Estou na rua até agora

          Lará rá rá rá rá

          Me desespêro

          É de um homem chorar

          Ai, ai

          Eu só penso no filho

          E na minha senhora..."

 

"Companheiro", samba de Estanislau Silva e Rosa de Oliveira, com Blecaute, Philips: 632.778-2, Faixa 4, Carnaval de 1966.-

 

cesargravier@bol.com.br

          

Escrito por Cesar Gravier às 16h26
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1965

Blecaute, (1919-1983), Otavio Henrique de Oliveira, cantor, compositor, grava marcha e samba, na Philips, para o Carnaval de 1965:

 

"Eu fui ao baile

 Com a "Maria Pouca Roupa"

  E lá em casa

   Houve até revolução

    A Maria dava sopa

     E nós aparecemos na televisão!

                      II

            A Maria comprou biquini

           No Salomão

          E fez a fantasia

         Lá em casa

        Por causa da Maria

       Cassaram meu mandato

      E houve até pancadaria..."

 

"Maria pouca roupa", marcha de Newton Teixeira e Blecaute, com Blecaute, Philips: 632.731-2, Faixa 6, Carnaval de 1965.

 

"Quando eu tinha dinheiro

 Era o bom

  Era o tal...

   Hoje estou a perigo

    Matando cachorro a grito

     Tocando berimbau...

               II

          Lá se foi meu amor

          Ô, ô

          Araponga piou

          Piou, piou, piou..."

 

Tô a perigo", samba de Estanislau Silva, José Batista e Rosa de Oliveira, com Blecaute, Philips: 632.731-1, Faixa 5, Carnaval de 1965.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 16h04
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1952

Henricão, (1915-1984), Henrique Felipe da Costa, cantor e compositor, grava marcha e samba, na Todamérica, para o Carnaval de 1952:

 

"O trem da Cantareira

 Quando desce uma ladeira

  Como corre

   Como corre...

    Eu tenho dó de quem não tem dinheiro

     Vai a pé

      E sempre chega primeiro!

                    II

                Na subida ele comença apitar

               Ai, ai, ai

              Ai, ai, ai

             Os passageiros já estão acostumados

            Tem descer

           Prá ajudar a empurrar..."

 

"Trem da cantareira", marcha de G. de Andrade, (Bôca) e Francisco Lacerda, com Henricão, Todamérica: 5.129-A, Carnaval de 1952.

 

"Que mal eu fiz a Deus

 Prá não ter os carinhos teus...

               II

        Até samba eu fiz

        Fiz em teu louvor

        Fiquei mais infeliz

        E não consegui o teu amor...

                    Meu Deus, que horror!"

 

"Que mal eu fiz", samba de Heitor de Barros e Washigton Fernandes, com Henricão, Todamérica: 5.129-B, Carnaval de 1952.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 15h09
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1955

O cantor Jaime Barbosa, grava marcha e samba, na Mocambo, para o Carnaval de 1955:

 

"Todo mundo anda atrás de um bôca

 Batente duro ninguém quer pegar

 Com o que ganha ninguém vive contente

 E depois dizem que o país não vai prá frente...

                    II

        A picareta deixa a mão inchada

         Na tal lavoura ninguém quer pensar...

          Pois só se fala em ser funcionário

           De Ó prá cima

            E ninguém quer trabalhar!"

 

"Ninguém quer trabalhar" marcha de Ivo Santos, Carlinhos e Dédeco, com Jaime Barbosa, Mocambo: 1020-B, Carnaval de 1955.

 

"Você já disse

 Que vai me deixar...

  Por causa disso eu não vou chorar

   O tempo que você me roubou

    Com juros você vai pagar!

                   II

           Você disse que vai me abandonar

          Na certa isto é o que lhe convém

         Não pense que eu vou chorar

        Não há mal que não traga um bem

       Prefiro um ditado que tem valor

      A ter que implorar o teu amor!"

 

"Você já disse", samba de Ayrton Amorim, José Veiga e Átila Bezerra, com Jaime Barbosa, Mocambo: 1020-A, Carnaval de 1955.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 12h35
[ ] [ envie esta mensagem ]

01/09/2013


Carnaval de 1967

Ítalo Nascimento, cantor e compositor, grava marcha em disco Astor e marcha na etiqueta SOM, para o Carnaval de 1967:

 

               "E´uma brasa, móra!

          Roberto

         Roberto Carlos

        Rei do ié ié ié

       A Margarida me deixou...

      Por causa de você!

                 II

         Roberto

          Você tem amor demais

           Brazinha

            Por favor...

             Deixa a Margarida em paz!

                         E´uma brasa, móra!"

 

"Amor demais, (Brazinha), marcha de Laercio Flores, Neylor de Oliveira e Aristóteles Silva, com Ítalo Nascimento, Astor: 3032-A, Carnaval de 1967.

 

Do Lado B, do compacto simples, está a marcha: "Te peguei no pé", com a Dupla Carioca, para o Carnaval de 1967.

 

"Saravá

 Saravá

  Saravá

   Quem não pode com mandinga

    Não carrega patuá!

              II

          Devagar se vai ao longe

         Vai, vai, vai

        Quem é do Saravá

       Balança mas não cai.

                     Vou balançar"

 

"Devagar se vai ao longe", marcha de Jorge Costa e Homem de Mello, com Ítalo Nascimento, SOM: 0008-A, Carnaval de 1967.

 

Do Lado B, do compacto simples, está a marcha: "Pega êle", com Hélio de Aguiar, para o Carnaval de 1967.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 15h12
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1967

A cantora Marivalda, grava marcha, na Copacabana, para o Carnaval de 1967:

 

"Gatinha do Monkey

 De Copacabana

  Hep, hep, hep

   Só vai de miau

    Yê, yê, yê, yê, yê

     Nada de mingau...

             II

          Vai ao Le Batô

          Vai ao yê, yê, yê

          Vai à pretoria

          Mas casar prá que!

                          Miau..."

 

"Gatinha do Monkey", marcha de João Roberto Kelly e David Nasser, com Marivalda, Copacabana: 11486-2, Faixa 13, Carnaval de 1967.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 12h41
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sul, SANTANA DO LIVRAMENTO, CENTRO, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, Spanish, Música, Livros, pesquisa de discos de carnaval
ICQ -

Histórico