Música de Carnaval


20/08/2014


Carnaval de 1980

Francisco Egydio, (1927-2007), Francisco Egydio dos Santos, cantor e compositor, grava marcha na Rca Victor, para o Carnaval de 1980:

 

"Eu vou tomar um mé

 Eu vou tomar um mé

  Eu vou tomar um mé

   E ninguém me segura...

   Eu vou tomar um mé

  Eu vou tomar um mé

 Eu vou tomar um mé

Que é beleza pura...

         II

    Me dá um mé

     Para esquecer o dia a dia

      Me dá um mé

       Prá segurar a barra

        Me dá um mé

        Me dá um mé

        Me dá um mé

        Que eu vou cair na farra!..."

 

"Marcha do mé", marcha de Elzo Augusto e Santos, com Francisco Egydio, Rca Victor: 103.0320/2, Faixa 1, Carnaval de 1980.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 13h04
[ ] [ envie esta mensagem ]

18/08/2014


Carnaval de 1981

Zardino, cantor, compositor, grava samba-enredo com a escola de samba Acadêmicos da Cidade de Deus, na Polydor, para o Carnaval de 1981:

 

"Brilhava ouro

 Brilhava prata

 Clareando as planícies

 Colorindo as nossas matas.

 

             Vindos de um mundo bem distante

             Eram seres fascinantes

             Que vieram explorar

             A terra

             E a paz veio implantar

 

     Na cidade de Ofir: ô ô

      Terra de grande riqueza

       Que beleza

        Ensinaram a cultura

         E os índios a amar a natureza.

 

     Conta a lenda

     Que os índios assustados se curvaram

     Ao ver os seres astronautas

     Que dos astros aqui chegaram

 

              Tremeu a terra

              Ao roncar da trovoada

              Reiluziu no céu escuro

              As naves iluminadas

 

    Amazonas

    Nos deu este enredo cultural

    Este ano apresentamos

    Os homens luminosos

    Neste carnaval.

 

         Brilhava ouro

        Brilhava prata

       Clareando as planícies

      Colorindo a nossas matas!"

 

"Os homens luminosos", samba-enredo de Zardino e Gé da Gávea, com Zardino e GRES. Acadêmicos da Cidade de Deus, Polydor: 2451.167/1, Faixa 2, Carnaval de 1981.-

 

cesargravier@bol.com.br


Escrito por Cesar Gravier às 17h35
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1967

Francisco Egydio, (1927-2007), Francisco Egydio dos Santos, grava marcha e samba na Odeon, para o Carnaval de 1967:

 

"S´imbora nós dois

 S´imbora nós dois

 Que se pode fazer agora

 Não se deixa prá depois...

            II

      Até a lua

       Já mandou avisar

        Que a noite é nossa

         Aó até o sol raiar."

 

"S´imbora", marcha de Waldemar Camargo e Vicente Longo, com Francisco Egydio, Odeon: 3475/1, Faixa 4, Carnaval de 1967.

 

"Eu vou ferver

 Até o dia clarear

  Não adianta jogar água

   Eu não saio da jogada                

    O que eu quero é me esquentar!

                       II

               Quando entro na fervura

              Fervo fervo sem parar

             Não adianta jogar água

            O que eu quero é me esquentar!"

 

"Eu vou ferver", samba de Santos, com Francisco Egydio, Odeon: 3475/2, Faixa 6, Carnaval de 1967.-

 

cesargravier@bol.com.br


                     

    

Escrito por Cesar Gravier às 13h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

17/08/2014


Carnaval de 1956

Francisco Egydio, (1927-2007), Francisco Egydio dos Santos, cantor e compositor, grava marcha e samba na Odeon, para o Carnaval de 1956:

 

"Se essa nêga

 Se essa nêga fosse minha

  Eu mandava

   Eu mandava reformar

    Espichava o seu cabelo de uma vez

     E atrás dela

      Não faltava português!

                   II

           Entre taças e vinhos espumantes

          Na roda de "gente bem"

         Entre as "dez mais elegantes"

        Com turbante ou sem turbante...

       Eu estaria também!"

 

"Se essa nêga fosse minha", marcha de Elzo Augusto e Gentil Castro, com Francisco Egydio, Odeon: 13.952/B, Carnaval de 1956.

 

"Um pingo d´água na vidraça

 Que caiu dos olhos teus

  Um pingo d´água na vidraça

   Triste aceno de um adeus...

                II

        Meu amor porque partiste

       Não consigo te esquecer

      Um pingo d´água na vidraça

     Revivendo o meu sofrer!"

 

"Pingo d´água", samba de Beduino e Conde, com Francisco Egydio, Odeon: 13.952/A, Carnaval de 1956.-

 

cesargravier@bol.com.br

 


 

Escrito por Cesar Gravier às 15h59
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1969

José Orlando, (José Orlando Ramos), cantor, compositor, grava samba em disco Hot, para o Carnaval de 1969:

 

"Vou acabar ficando louco

 Muito louco

 No meio do salão...

 Vou acabar ficando louco amor

 Porque você

 Não quer entrar no meu cordão...

                 II

        Vou acabar ficando louco

        Muito louco no meio do salão

        Vou acabar ficando louco amor

        Porque você

        Não quer me dar a mão...

 

            Em sua face

             Há uma tristeza colorida

              Que me faz mudar de vida

               Vê se para de pensar

                Faça de conta

                 Que o passado

                  Não passou em sua vida

                   E venha comigo sambar!"

 

"Tristeza colorida", samba de Ednaldo Rodrigues da Silva, com José Orlando, Hot: 007/A, Faixa 2, Carnaval de 1969.-

 

cesargravier@bol.com.br


Escrito por Cesar Gravier às 15h40
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1963

José Orlando, (José Orlando Ramos), cantor, compositor, grava marcha e samba na Continental, para o Carnaval de 1963:

 

"Vem Colombina

 Vem matar a saudade que sinto

  Vem Colombina

   Te quero tanto

    Eu juro que não minto...

                II

         Que beleza nós dois lado a lado

         Revivendo nosso grande amor

         Colombina estou apaixonado

         Não quero ter a sina do Pierrot!"

 

"Vem Colombina", marcha de José Orlando e Philadelfio Nunes, com José Orlando, Continental: 18.161/B, Carnaval de 1963.

 

"Quem me déra

 Voltar para os braços do meu grande amor

 Quem me déra

 Receber esta graça de nosso Senhor!

                  II

       Sonhos lindos

        Eu sonhei

         Com você ao meu lado

          Mas foi tudo

           Ilusão

            Foi saudade

             Do passado."

 

"Quem me déra", samba de José Roy e Henrique de Almeida, com José Orlando, Continental: 18.161/A, Carnaval de 1963.-

 

cesargravier@bol.com.br

 


Escrito por Cesar Gravier às 14h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1956

O cantor Orlando Ribeiro grava marcha na Odeon, para o Carnaval de 1956:

 

"Um velho metido a rapaz

 É demais, é demais

  Só assovia e olha prá trás...

   Mas com dinheiro

    Todo velhor tem cartaz!

                 II

            Precisa ter

           Um Chevrolet

          Não pega ninguém a pé

         Conta vantagem e nada mais

        Mas com dinheiro

       Todo velho tem cartaz!"

 

"Velho metido", marcha de Alfredo Borba e Arlindo de Oliveira, com Orlando Ribeiro, Odeon: 13.953/B, Carnaval de 1956.

 

No lado A do disco de 78rpm. 13.953, tem o samba "Ombros cansados" de José Roy e Wilson Roberto, com o Trio Orixá, para o Carnaval de 1956.-

 

cesargravier@bol.com.br


Escrito por Cesar Gravier às 11h05
[ ] [ envie esta mensagem ]

15/08/2014


Carnaval de 1981

Armando da Mangueira, cantor, compositor, grava samba-enredo com a escola de samba Nenê de Vila Matilde, na Copacabana, para o Carnaval de 1981:

 

"A Nenê

 Quando o samba incendeia

 Exalta você

 Você Candeia.

 

          Genial compositor

         Diretor de harmonia

        Glorioso baluarte

       A negra arte

      Defendeu com galhardia.

 

            Iluminou

             Com emoção primaveril

              Nas cirandas que cantou

               As raizes do Brasil.

 

Ô ô ô

O seu Axé

Tinha a força de Xangô

 

          Fez da Quilombo

          Força e tradição

          Ergueu bem alto a voz com emoção

          Ensinando a todos nós

          Conciência e coração.

 

     O seu filho

     Será rei

     Orgulho corre na veia

     Isto é Axé

     Sonho de Candeia

     Ô raiou a aurora

     Dindi lá vai viola."

 

"Axé, o sonho de Candeia, (Baluarte Candeia), samba-enredo de Armando da Mangueira, com Armando da Mangueira e GRCES. Nenê de Vila Matilde, Copacabana: 25.100/B, Faixa 3, para o Carnaval de 1981.-

 

cesargravier@bol.com.br

 

 


           

Escrito por Cesar Gravier às 15h00
[ ] [ envie esta mensagem ]

14/08/2014


Carnaval de 1956

A cantora Dalva de Oliveira, (1917-1972), Vicentina de Paula Oliveira, grava marcha e samba na Odeon, para o Carnaval de 1956:

 

"Prá quem vive o ano inteiro

 Prisioneiro da hipocrisia

  Prá quem vive mascarado

   No mundo falso da fantasia

    Um remédio eu quero ensinar

     Prá curar o seu mal

      Um remédio que é bom de tomar:

       Carnaval, carnaval, carnaval!

                        II

            Carnaval!

            Vou deixar de fingir

            Três dias

            Carnaval!

            Todas elas serão

            Marias...

            Um amor comença bem

            Outro amor acaba mal

            Tudo é comédia

            Tudo é tragédia

            Tudo isso é:

            Carnaval...

            Tudo é comédia

            Tudo é tragédia

            Tudo isso é:

            Car-na-val!"

 

"Carnaval, carnaval", marcha de Klécius Caldas e Armando Cavalcanti, com Dalva de Oliveira, Odeon: 13.954/A, Carnaval de 1956.

 

"Foi bom

 Você me abandonar...

 Foi bom!

 Foi um presente que do céu caiu...

 A minha veio a melhorar

 Depois do dia em que você sumiu.

                  II

      Quanto pranto derramado

       Quanta lágrima perdida

        Depois que eu me libertei

         Eu melhorei

          A minha vida!"

 

"Foi bom", samba de Marino Pinto e Haroldo Lobo, com Dalva de Oliveira, Odeon: 13.954/B, Carnaval de 1956.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 20h35
[ ] [ envie esta mensagem ]

13/08/2014


Carnaval de 1956

A cantora Violeta Cavalcanti, (1923-2014), grava marcha e samba na Odeon, para o Carnaval de 1956:

 

"De baixo prá cima

 De cima prá baixo

 Você acha que chateia

 Mas eu não acho...

          II

       Eu sou daquela turma

        Que pirua no salão

         Que pula na avenida

          Mas não entra em bloco não

           De cima prá baixo

            Lá vou eu na contra-mão

             Eu quero abrir caminho

              Eu quero é fazer confusão!"

 

"De baixo prá cima", marcha de Raúl Sampaio e Dantas Ruas, com Violeta Cavalcanti, Odeon: 13.950/A, Carnaval de 1956.

 

"Trabalhou, trabalhou, trabalhou...

 Criou calo na mão

  E o patrão se arrumou!

              II

         Zé Batente

        Tá cansado de errar

       Desta vez

      Pensou tanto prá votar

     Mas agora

    Zé Batente

   Está contente

  Com o novo Presidente

 A coisa vai melhorar!

            Parece que vai..."

 

"Trabalhou, trabalhou", samba de Herivelto Martins e José Messias, com Violeta Cavalcanti, Odeon: 13.950/B, Carnaval de 1956.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 14h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1981

O cantor Dirceu grava samba-enredo com a escola de samba Estação Primeira de Mangueira, na Top Tape, para o Carnaval de 1981:

 

"Em verde e rosa

 A Mangueira vem mostrar

 Um fascinante tema:

 "De Nonô a JK"

 Juscelino Kubistchek de Oliveira

 De uma lendária cidade mineira

 O grande Presidente popular

 Surgiu "Nonô" em Diamantina

 E uma chama divina

 Iluminou sua formação...

 

          Subindo os degraus da glória

         Inmortalizou-se na história

        Como chefe da nação

       Como chefe da nação!

                                Ô Ô

 

   Em sua marcha progressista

    O notável estadista

     O planalto desbravou

      Brasília, o sonho dourado

       Que ele tanto acalentou!

       Juscelino descansa na fazenda

      E os acordes de um violão

     Levam ao povo a saudade

    Lembrado neste refrão:

 

           Como pode um peixe vivo

           Viver fora d´água fria!

           Como poderei viver

           Como poderei viver

           Sem a tua, sem a tua

           Sem a tua companhia!

                             Em verde e rosa..."

 

"De Nonô a JK", samba-enredo de Jurandir, Comprido e Arroz, com Dirceu e GRES. Estação Primeira de Mangueira, Top Tape: 503.6012/B, Faixa 2, Carnaval de 1981.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 14h24
[ ] [ envie esta mensagem ]

12/08/2014


Carnaval de 1956

Walter Levita, (1920-2010), Walter Laranjeiras Levita, cantor e compositor, grava marcha e samba na Odeon, para o Carnaval de 1956:

 

"Quem vê esta cabeça prateada

 Não sabe nada, oi

  Não sabe nada

   Não sabe que ela embranqueceu

    Depois que o nosso amor morreu...

                      II

            Cabelos brancos

           E desenganos

          São amarguras de tantos anos

         Se hoje eles tem a cor da lua

        A culpa é toda tua!"

 

"Cabeça prateada", marcha de Aldacir Louro, Edgar Cavalcanti e Anicio Bichara, com Walter Levita, Odeon: 13.949/B, Carnaval de 1956.

 

"Eu sou a fonte

 Que matou sua sede

 Olha bem para trás

 Ninguém deve dizer

 Desta água não bebo mais...

              II

      O amor que recebias

     Era amor de gota em gota

    Se perderes esta fonte

   Considero-te uma louca!"

 

"Eu sou a fonte", samba de Monsueto Menezes, Geraldo Queiroz e José Batista, com Walter Levita, Odeon: 13.949/A, Carnaval de 1956.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 22h53
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1956

Ademilde Fonseca, (1921-2012), Ademilde Fonseca Delfim, cantora e compositora, grava marcha e samba na Odeon, para o Carnaval de 1956:

 

"Me leva, me leva

 Que a condução deu galho...

  Estou fora de hora

   Preciso ir pro trabalho!

               II

         Saí da zona norte

         Fui morar na zona sul

         Dei um azar danado

         Lá não tem condução

         De manhã cedo

         Eu não pego lotação

         Quando chego no batente

         Levo a bronca do patrão!"

 

"Me leva", marcha de Arcênio de Carvalho, com Ademilde Fonseca, Odeon: 13.957/B, Carnaval de 1956.

 

"Dei uma gargalhada

 Quando ouví a cadência do passo da rapaziada...

 É meu Império Serrano

 Há de brilhar mais um ano

 La ra ra ra ra ra ra ra

 Chegou que estava faltando chegar...

                   II

      Vem ouvir a nossa bateria

      O nosso samba 

      Tem muita harmonia!"

 

"Império Serrano", samba de Benedito Lobo, Hinha e Amorim Roxo, com Ademilde Fonseca, Odeon: 13.957/A, Carnaval de 1956.-

 

cesargravier@bol.com.br

 

Escrito por Cesar Gravier às 19h59
[ ] [ envie esta mensagem ]

10/08/2014


Carnaval de 1961

Carlos Gonzaga, (José Gonzaga Ferreira), cantor e compositor, grava marcha e samba na Rca Victor, para o Carnaval de 1961:

 

"Todo mundo tá comendo de colher

 Todo mundo tá comendo de colher

  Em casa que não tem gato...

   O rato faz o que quer!

               II

          Não vejo a cara da carne de boi

         A carne está muito cara

        Peixe é do mar

       Mas não tem dono

      Porque o peixe custa

     "Os olhos da cara"!"

 

"Comendo de colher", marcha de José Roy e Henrique de Almeida, com Carlos Gonzaga, Rca Victor: 1108/A, Faixa 3, Carnaval de 1961.

 

"Estou com a vida

 Que pedi a Deus

 Tenho você 

 Nos braços meus.

          II

    Agora sim

     Sou bem feliz

      Tenho você, meu amor

       É você, que eu tanto quiz..."

 

"Tenho você", samba de Almeidinha e Carlos Gonzaga, com Carlos Gonzaga, Rca Victor: 1108/B, Faixa 2, Carnaval de 1961.-

 

cesargravier@bol.com.br

Escrito por Cesar Gravier às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ]

Carnaval de 1979

Isnard Simone, cantor, compositor, grava duas marchas na Rca Victor, para o Carnaval de 1979:

 

"Quem é

 Quem é

 Quem é que não gosta de mulher...

 É é é é

 É a melhor coisa do mundo

 É a mulher!

                 II

        A coisa mais sublime desta vida

       É a mulher

      É a mulher

     O motivo da palavra querida

      É a mulher

       A mulher, a mulher!"

 

"Quem é que não gosta de mulher, (Exaltação a mulher)", marcha de Henrique de Almeida, José Roy e J. Lima, com Isnard Simone, Rca Victor: 107.0299/A, Faixa 6, Carnaval de 1979.-

 

"Palhaço

 Sua vida é uma beleza...

 Essa pintura

 No seu rosto

 Esconde a sua tristeza!

            II

      Palhaço

       Ela partiu de desgôsto

        Vivo chorando por ela...

         E não posso pintar o meu rosto!"

 

"Palhaço", marcha de Manoel Ferreira e Alfredo Borba, com Isnard Simone, Rca Victor: 107.0299/B, Faixa 3, Carnaval de 1979.

 

A marcha "Quem é que não gosta de mulher" e com o nome de: "Exaltação a mulher", foi gravada pelo mesmo cantor, Isnard Simone, em disco California: 1.206/A, para o Carnaval de 1961.-

 

cesargravier@bol.com.br

       

Escrito por Cesar Gravier às 12h13
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sul, SANTANA DO LIVRAMENTO, CENTRO, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, Spanish, Música, Livros, pesquisa de discos de carnaval
ICQ -

Histórico